Regras das cias para despachar a sua bicicleta.

0
1205

As condições para embarcar uma bicicleta na hora de despachar a bagagem para a viagem de avião variam entre as companhias aéreas.

 

Latam. Entre as principais empresas que atuam no país, a mais conhecida por ser amiga do ciclista é a Latam, tida como bagagem especial, às condições especificadas só precisa tirar os pedais, virar o guidão deixando paralelo ao quadro, murchar os pneus e proteger o quadro da bicicleta com um plástico bolha. Não precisa tirar as rodas.”

Mais informações: https://www.latam.com/pt_br/informacao-para-sua-viagem/bagagem/bagagens-especiais/

 

A Gol exige, além da retirada dos pedais e do alinhamento do guidão com o quadro, a retirada da roda dianteira, afixando-a ao quadro da bicicleta. E para a embalagem da bike, além das opções da mala-bike ou do bike-case, o ciclista pode colocar a bicicleta em uma caixa de papelão ou “embalagem de plástico resistente”.

Procurada pela reportagem, a Gol disse que além das exigências específicas de embalagem da bike, a empresa pede que no momento da reserva da passagem aérea o cliente informe que uma bicicleta fará parte de sua bagagem. Segundo a companhia, com as condições atendidas, não existe motivo para o impedimento do embarque do objeto e em caso de problemas com os funcionários no momento do embarque, o ciclista pode abrir uma reclamação formal para análise de possíveis danos.

Mais informações: https://www.voegol.com.br/pt/informacoes/viaje-sem-duvidas/o-que-pode-levar-na-bagagem

 

A Azul, as regras são bastante inconclusivas. A empresa se limita a dizer que a bicicleta deve estar em ‘case de proteção’ e acrescenta: “A Azul tem o direito de recusar qualquer bagagem ou carga que coloque em risco a segurança do voo. Ou que pelo tamanho, peso ou tipo não seja indicado o transporte na aeronave.”.

Mais informações: https://www.voeazul.com.br/para-sua-viagem/informacoes-para-viajar/bagagem-especial

 

A Avianca, por sua vez, escreve: “Bicicleta: De lazer ou corrida, com apenas um assento, sem motor e com guidões fixos e pedais soltos, devidamente embalados. Restrições: Não serão aceitas embalagens danificadas, ou que não resistam à manipulação dos elementos despachados. Não serão aceitos equipamentos danificados. Ao final, a empresa ainda diz que o objeto está sujeito à aprovação prévia.

É necessário solicitar confirmação do serviço através da Central de Vendas ou no site com no mínimo 48 horas de antecedência ao voo pretendido. Após confirmação do serviço pela Central de Vendas, comparecer ao aeroporto com duas horas de antecedência ao horário de decolagem do voo.”

Mais informações: https://www.avianca.com.br/servicos-opcionais#servicos-opcionais_-_artigos-esportivos

Demais cias aéreas, verifique as regras de cada uma através do portal das mesmas.

Publicidade